Associação de Escolinha de Futebol Esperança: NOTA DE ESCLARECIMENTO




Associação de Escolinha de Futebol Esperança

NOTA DE ESCLARECIMENTO

 esperanca_ro

A diretoria da Associação de Escolinha de Futebol Esperança vem a público esclarecer o segue:

A Escolinha Esperança foi criada no ano de 2004, com o objetivo de fomentar o esporte e incentivar ações na área social com um projeto voluntário. No ano de 2005, foi criada a Associação de Escolinha de Futebol Esperança e em 2008, por uma necessidade do município em disputar o Campeonato Estadual Rondoniense de futebol profissional a entidade cedeu o seu CNPJ como forma também de contribuir com o Esporte Profissional criando o Departamento Profissional “Esporte Clube Espigão” com uma diretoria própria e paralela com ata jurídica registrada em Cartório, para administrar o recurso destinado para esse setor desportivo. Nesse ano de 2008, a equipe que disputou a segunda divisão, obteve êxito galgando a 1ª divisão. No ano seguinte a Administração Municipal da época voltou a liberar recursos financeiros na conta da Associação de Escolinha de Futebol Esperança com origem  exclusivo de fomentar o departamento profissional. No ano de 2010, apesar de algumas contrariedades da diretoria da Associação Esperança, não foi diferente e acabou cedendo o CNPJ, uma vez que a Administração Municipal havia decido continuar apoiando e investindo no Esporte professional, porém o recurso sendo gerido pela diretoria lavrada em ata para administrar esse setor profissional, o Esporte Clube Espigão. Neste ano de 2010, foi eleita nova diretoria, porém o clube não obteve êxito na competição. Já em 2011, a Administração Municipal otimista voltou a investir pesado no Esporte Clube Espigão quando o clube foi campeão, conquistando ainda a vaga para a disputar a Copa do Brasil. No ano de 2012, no afã do titulo do ano anterior e da participação na copa do Brasil a Administração Municipal voltou a investir recursos financeiros para que o Esporte Clube Espigão continuasse seu trabalho no Campeonato estadual Rondoniense.

Neste contexto, a Associação de Escolinha de Futebol Esperança declara que está pagando um preço alto por ter aceitado criar o Departamento Profissional para apoiar e fomentar o esporte profissional local.

A diretoria da Associação afirma que todos os convênios firmados pela Administração Municipal com a Escolinha Esperança destinados com exclusividade para o departamento profissional foram aprovados pela Câmara Municipal e autenticados e fiscalizados pelos órgãos competentes da Administração Municipal.

Portanto, todos são sabedores de que todos os convênios havia plano de trabalho com o que será gasto o recurso para atender o Clube profissional (Esporte Clube Espigão), tais como despesas com a contratação de atletas, técnicos, auxiliar técnico, treinador de goleiro, massagista, roupeiro, lavagem de uniformes, alimentação, material desportivo, hospedagens dentre outras despesas ali relacionadas à competição daquele ano.

A Associação ressalta ainda que todas as prestações de contas foram apresentadas, protocoladas e entregues no órgão competente da Administração Municipal para análise.

Destaca ainda que jamais a Associação foi citada ou notificada por atraso na entrega das prestações de contas ou se havia desvio de finalidade. “Se havia irregularidades!!!! por qual motivo houve anualmente a sequência de liberação de recursos”?

A Associação de Escolinha de Futebol Esperança afirma que o papel do Ministério Público é o de fiscalizar e punir os responsáveis. Porém a Associação afirma que tudo será apurado e esclarecido no decorrer do processo. E a diretoria afirma que continua seus trabalhos normalmente, já que se trata de uma entidade que tem por objetivo fomentar ações sociais com crianças, jovens e adolescentes.

 

Adir da Silva Costa                         Wedson Cícero Tiburtino da Silva

Ex-presidente                                                     Presidente atual