Competições coletivas demonstram equilíbrio técnico nos Jogos Escolares de Rondônia em Ji-Paraná




A primeira rodada das partidas nas modalidades de futsal, handebol, voleibol e basquetebol demonstram nível técnico equilibrado na competição dos Jogos Escolares de Rondônia (Joer), que segue até sábado (26) em Ji-Paraná. A competição é classificatória aos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), que acontecerá de 12 a 21 de setembro, em Curitiba (PR), para alunos-atletas de 12 a 14 anos de todo país.

JOER-2017-Ji-Paraná-Fase-Infantil_Handebol_21.08.17_Foto-Daiane-Mendonça-12-870x580A competição das modalidades coletivas iniciou na segunda-feira (21) com partidas simultâneas pela manhã e pela tarde em várias praças esportivas de Ji-Paraná. “O nível técnico das partidas, em linha geral, está equilibrado em todas as modalidades”, avalia o professor Expedito Santana, o gerente de esportes do Joer.

Líder na chave C do futsal masculino, o técnico da equipe da escola Olga Dellaya, de Jaru, o professor Pedro Blanco está animado com o time, que empatou no primeiro jogo e venceu o segundo, na manhã desta terça-feira (22), no ginásio Gerivaldão. Os resultados do futsal feminino revelam competição tranquila.

“Estamos satisfeitos com os dois resultados do futsal masculino, mas vamos pra cima dos adversários porque queremos a vaga para o nacional”, disse Blanco, determinado na busca pela classificação.

No handebol masculino, a escola Daniel Berg, de Cacoal, teve o placar mais elástico na modalidade no primeiro dia da competição coletiva, na segunda-feira (20), no ginásio Adão Lamota. A diferença de gol chegou a 27 sobre a equipe da escola 13 de Maio, de Extrema. Já o feminino manteve o equilíbrio nos resultados.

A equipe feminina de voleibol da escola estadual Maria Arlete, de Vilhena, uma das favoritas ao pódio lidera a chave A. Em 2016, a equipe do Maria Arlete voltou do JEJ, em João Pessoa (PB), com o bronze. Pela chave B, a escola JK, de Alta Floresta lidera na pontuação. No vôlei masculino a escola Barão dos Solimões, de Porto Velho, e Joaquim Lima, de Ouro Preto do Oeste, são as cabeças das chaves A e B, respectivamente.

Medalha de prata no JEJ, em Joao Pessoa, em 2016, a equipe de basquete feminino da escola Dom Bosco, de Porto Velho, está disposta a subir ao pódio e garantir nova classificação. As meninas seguem na liderança na chave única do Joer em Ji-Paraná. Os anfitriões masculino da escola estadual Gonçalves Dias, pela chave B, e a equipe da escola Marcos Donadon, de Vilhena, pela chave A, seguem na frente.