Correios comemora 355 anos no Dia do Carteiro 25/01




IMG_3037 (Copy)Nesta quinta-feira, 25 de janeiro, os Correios comemoraram 355 anos de serviço postal no Brasil. Nesta mesma data, é tradicionalmente comemorado o Dia do Carteiro, profissional-símbolo da empresa e comprometido com a entrega de bilhões de objetos postais em todos os cantos do país, atividade com desempenho reconhecido por variadas premiações e pesquisas.

image004Em Rondônia, dos cerca de 900 empregados, mais da metade são carteiros (incluindo quase 40 mulheres), que trabalham nos Centros de Distribuição Domiciliária (CDDs), nas cinco maiores cidades do estado (Porto Velho, Ji-Paraná, Ariquemes, Vilhena e Cacoal), ou nas Agências de Correios dos demais municípios. Um deles está completando em 2018 quatro décadas na profissão: José Barroso, o “Sassá”, lotado na agência de Guajará-Mirim.

IMG_3038 (Copy)Em Espigão do Oeste, os carteiros foram surpreendidos no início da manhã pelo Site O Cone Sul que foi parabenizar os profissionais, carteiros pelo seu dia como José Maria Miranda Reis que a 33 anos exerce a essa brilhante função de entregar a correspondência à sociedade espigãoense. Também presente Guiovani Bossi que há 20 anos exerce com brilhantismo o seu exercício de carteiro e entrega de Sedex e encomendas postais. Presente ainda Geraldo Cesar Silveira que atualmente exerce o cargo de chefe substituto da Agência de Espigão do Oeste. Geraldo está na empresa há 30 anos e por fim daqueles que haviam chegado pouco antes da 8 horas da manhã, Davi Semão Porfilho atendente com 09 anos na empresa federal.

Sabemos que o exercício da função do carteiro não é nada fácil, muitas vezes sendo atacados em residências por cães de raça no momento em que estão depositando a correspondência na caixa ou pessoalmente a uma pessoa da residência.

Temos que parabenizar esses heróis que no dia a dia, percorrem quilômetros e mais quilômetros nas ruas da cidade para fazer chegar às casas da população a correspondência postal.

image005O superintendente estadual de operações dos Correios, José Carlos Fosqueira, também começou na empresa como carteiro, ainda no Rio Grande do Sul. Depois de quase três décadas como atendente comercial e gerente de agência em Cascavel, no Paraná, veio há dois anos para o comando dos Correios em Rondônia, onde completou 35 anos dedicados à empresa. Coincidentemente, o aniversário dele também é no dia 25 de janeiro. “A profissão de carteiro é muito bonita, pois preserva o contato pessoal com o cliente em uma época em que as relações estão cada vez mais virtuais. Os smartphones que estão sendo implantados e estarão com os carteiros, por exemplo, vão ajudar no controle dos 20 mil objetos registrados e encomendas que são entregues nas cidades de Rondônia diariamente, mas não substituirão a presença desse profissional tão querido e no qual todos confiam”, assinala Fosqueira.

Ao lembrar de tantos anos de dedicação à empresa, José Barroso garante: “Amo trabalhar nos Correios, tudo que tenho devo à empresa e agradeço por até agora ter feito parte da família ecetista”. Ele diz ainda não saber por quanto tempo ficará na atividade, mas já tem um recado para deixar aos colegas: “A empresa é grande e todos estão aqui porque são capazes de encarar toda essa evolução. Daqui a um tempo eu vou sair, mas não vou deixar de visitá-los e desejo sorte a quem ficar e que sejam todos felizes”. Exemplo que fica para a nova geração de carteiros, como os colegas Joicilene Soares e Marcos Paulo dos Santos, ambos lotados no CDD Porto Velho e os mais recentes a serem contratados no estado, em 2015. Uma profissão que se institucionalizou ainda no século XIX com o patrono dos Correios, mensageiro Paulo Bregaro, que entregou a correspondência da Imperatriz Leopoldina a D. Pedro I levando-o a declarar no ato a Independência do Brasil, mas que continua atual e necessária.