Delegado da Policia Federal em entrevista concedida a Rádio Romiporã fala da apreensão de madeireiras




IMG_3522Em entrevista concedida na manhã de quarta-feira 11, aos jornalistas, Vilson Macedo e João Alves de Aguiar “Neguinho” da Rádio Comunitária Romiporã, o Delegado da Policia Federal, responsável pela Operação Arco de Fogo em Espigão do Oeste Glauber falou sobre a apreensão de 15 caminhões carregados de madeira num período de 60 dias, dos quais 05 Bi-Trens carregados variando de caminhões totalmente sem a documentação outros com documentos irregulares e ainda 04 veículos batedores que acompanhavam os caminhões sem documentação e auxiliavam no desvio das barreiras dos policiais na estrada.

Dentre os crimes o delegado citou a falta de documentações dos caminhões e alguns não batiam com o trajeto da documentação e de acordo com a autoridade federal, “todos os caminhoneiros foram enquadrados por crime ambiental, por transportar madeira irregularmente, dentre aqueles que fazem uso de documentos falsos”.

Os veículos batedores foram presos segundo o delegado, porque foram compradas em área alfandegárias em Manaus e não poderiam estar circulando no município e estavam com rádios irregulares que também é crime ajudando a bater os caminhões ilegais.

Dentre os crimes cometidos, segundo o Delegado está o de fazer o transporte ilegal de madeiras e alguns por falsidade de documentos falsos.

O delegado citou que a Policia Federal tem bases nas cidades de Cujubim, Buritis, Ariquemes desde o inicio da Operação em 2008, e em Espigão desde 2010, porém não citou a autoridade se nos demais município a operação esteja atuante.

Em Espigão de acordo com o delegado existem vários projetos de manejos homologados pela Sedam, mas a Policia acredita que a maioria dessa madeira apreendida é de reservas indígenas. “Existe madeireiros trabalhando legalmente, mas acreditamos que 60% da madeira é ilegal” afirmou a autoridade.

A madeira e veículos apreendidos está judicializada e quem vai decidir sobre ela e a justiça estadual ou a justiça federal dependendo de sua competência.