Durante Catequese, Papa fala sobre a força da Comunhão




Papa_CatequeseA Comunhão foi o tema do Papa Francisco para a Catequese desta quarta-feira, 21. Após o tradicional rito eucarístico, o Sucesso de Pedro fez uma breve analogia entre a primavera ― que teve início no continente europeu ― e a fé cristã, que deve florescer e criar raízes.

“Mas o que acontece na primavera? As plantas florescem, as árvores florescem. Eu vos farei algumas perguntas. Uma árvore ou uma planta doente, florescem bem se estão doentes? Não! Uma árvore, uma planta que não é regada pela chuva ou artificialmente, pode florescer bem? Não. E uma árvore e uma planta das quais foram tiradas raízes ou não tem raízes, podem florescer? Não. Mas sem raízes se pode florescer? Não! E esta é uma mensagem: a vida cristã deve ser uma vida que deve floresce em obras de caridade, em fazer o bem”, disse o Pontífice.

E para a vida cristã florir, devemos estar atentos aos ensinamentos de Jesus, devemos irrigar nossa vida com seus princípios. Só assim poderemos evoluir. “Se você não regar sua vida com a oração e os sacramentos, você terá flores cristãs? Não! Porque a oração e os sacramentos regam as raízes e nossa vida floresce. Desejo que esta primavera seja para vocês uma primavera florida, assim como Páscoa é florida. Florida de boas obras, de virtude, de fazer o bem aos outros”, ponderou.

Francisco ainda recordou que a Comunhão pode ser um encontro com Cristo. Comungar, nas palavras do Sucessor de Pedro, significa nos aproximarmos ainda mais do Filho de Deus. “Toda vez que comungamos, nos parecemos mais com Jesus, nos transformamos mais em Jesus. Como o pão e o vinho são convertidos no Corpo e no Sangue do Senhor, aqueles que os recebem com fé são transformados em uma Eucaristia viva”, afirmou.