Festa de Solenidade do Sagrado Coração de Jesus acolhe 06 novos membros




IMG_5504 (Copy)Na noite desta sexta-feira 08 de junho, foi celebrado na Igreja Matriz Nossa Senhora Aparecida a Celebração de Solenidade do Sagrado Coração de Jesus. Foi uma missa festiva e significativa para o Apostolado da Oração da comunidade.

Presidida pelo Pároco Frei Paul que, após saudar os presentes e acolher a Bandeira do Apostolado, convidou os 06 novos aspirantes do grupo, para sua instituição no Apostolado da Oração. Cada um deles recebeu a fita e fizeram a leitura de seus votos, de zelar por essa devoção ao Sagrado Coração de Jesus e difundi-la com suas palavras e atitudes, sendo testemunhas desse grande amor de Jesus por cada um de nós, além de zelar também uns pelos outros associados, sendo acolhidos com uma calorosa salva de palmas em um momento muito bonito e emocionante.

Durante a semana que antecedeu a Celebração de Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, aconteceu na Igreja matriz nossa Senhora aparecida, o tríduo ao Sagrado Coração de Jesus.

De acordo com o Pároco Frei Paul, a Festa do Sagrado Coração de Jesus é celebrada na sexta-feira que segue a semana da Festa de Corpus Christi – Festa do Corpo de Jesus – manifestação pública de adoração a Jesus Eucarístico.

IMG_5530 (Copy)Frei Paul disse ainda que na tradição da Igreja, a primeira sexta-feira do mês é dedicada à meditação do mistério da entrega de Jesus na cruz, tornando presente a memória da Sexta-Feira Santa. Não é recordar apenas a dor e o sofrimento, como se fosse um dia triste, mas sim o dia de celebrar o extremo do amor de Jesus por todos nós. Por isso, ao recordar este amor, também se vive de modo mais intenso a devoção ao Sagrado Coração de Jesus. A primeira sexta-feira é um dia particular, de uma grande profundidade e beleza. Centra o cristão no essencial da manifestação de Deus como Aquele que vem a nós, morre pelos nossos pecados e salva-nos pela sua cruz.

O Apostolado da Oração tem como núcleo da sua espiritualidade a consciência da entrega de Jesus pelo mundo e, nesta entrega, aprende o seu modo de vida, isto é: oferecer-se, na oração e na ação, àquilo que Deus pede em cada momento do dia, disponibilizando-se a ser, nas próprias circunstâncias, um instrumento ao serviço da missão que Jesus quer continuar a realizar no mundo.

IMG_5542 (Copy)Ao término da Celebração Eucarística, o Coordenador do grupo, José de Souza Filho, convidou as pessoas que pretendem fazer parte do grupo, a se inscreverem na secretaria da igreja. Esses novos aspirantados (são como são chamados os membros iniciantes), devem frequentar os encontros ao longo do ano e as Santas Missas da 1ª sexta-feira de cada mês e durante a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus os novos membros são acolhidos no grupo com a entrega da fita.

IMG_5545 (Copy)A devoção ao Sagrado Coração de Jesus com São João Evangelista ao pé da cruz, quando um soldado romano com uma lança atravessou o lado de Jesus. “E de seu coração aberto jorrou sangue e água”. Dessa maneira Jesus revelou seu amor e sua doação por nós. O Coração de Jesus conhece a fundo a cada um de nós e se revela como um coração bondoso e misericordioso. Jesus nos diz “vinde a mim vós todos que estais aflitos e cansados que vos aliviarei”.

O primeiro devoto do Coração de Jesus no Brasil nascente de São José de Anchieta, ele escreveu versos sobre o Coração de Jesus “a lança que abriu-lhe o peito…”. Ele estava já se antecipando nessa devoção, ele não publicava porque não estava ainda aprovada.

Santa Margarida Maria Alacoque foi uma das principais religiosas da Igreja a propagar a devoção ao Sagrado Coração de Jesus. Ela nasceu na Aldeia de Lautecour, na Borgonha, em 1647. Nessa época apesar de já existir, a veneração não era muito conhecida. A sua missão foi dar-lhe impulso e difusão universal, adaptá-la às necessidades da Igreja Católica nos tempos modernos e fixar as práticas de piedade mais adequadas às novas circunstâncias.

Ela teve uma revelação do Sagrado Coração de Jesus quando ouviu: “Meu coração Divino está inflamando de amor pelos homens e por ti. Preciso difundir as chamas do meu coração para enriquecer a todos com os preciosos tesouros do meu coração. Assim nasceu a festa do Sagrado Coração de Jesus.

A mais célebre das aparições foi em 1675, quando Jesus pediu a Santa Margarida Maria que fosse estabelecida uma festa para honrar seu Coração: a sexta-feira depois da oitava da festa do Corpo de Deus, comungando-se nesse dia e buscando desagravá-lo com atos fervorosos.

Roma autorizou somente 90 anos mais tarde, em 1765, com missa própria. Somente em 1856, a pedido dos bispos da França foi estendida à Igreja universal.

Na visão de 1688 Jesus indicou o papel que as visitandinas e os padres jesuítas deviam ter na difusão da devoção ao Sagrado Coração.

Que a devoção ao Sagrado Coração de Jesus continue proporcionando a cada pessoa o alívio das dores, a certeza da paz, a alegria do amor, o incentivo para missão, a disposição para a caridade, o desejo de servir ao irmão.