Governador entrega 65 máquinas e equipamentos ao DER




O governador Confúcio Moura afirmou, durante a entrega das 65 máquinas e equipamentos ao Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), que os municípios serão os mais beneficiados este investimento do Governo da Cooperação. O evento foi realizado na tarde de ontem (21), na sede da Residência Regional do DER em Rolim de Moura. A entrega foi simbolizada com o repasse das chaves das máquinas ao diretor-geral do Departamento, Lúcio Mosquini.
Confúcio ressaltou também que os investimentos nesta área estão sendo possíveis porque o DER executa obras por administração direta (máquinas e servidores próprios), garantindo economia superior a 40% nos serviços. Citou como exemplo a restauração da RO-010, de Rolim a Nova Brasilândia, que é realizada pelo próprio DER. “As economias são investidas na compra de mais equipamentos”, enfatizou o governador.
Confúcio Moura garantiu que, com o fortalecimento da estrutura do parque de máquinas do DER o governo ajudará ainda mais os municípios. Ele ressaltou que nunca um governador prestou tanto apoio às prefeituras.

O governador citou como exemplo os Projetos Estradão e o Mão Amiga, e a ação de cada projeto. Frisou que o Estradão recupera mais de dez mil quilômetros de estradas não-pavimentadas todos os anos. Desse total, segundo dados do DER, mais de cinco mil quilômetros são de estradas de responsabilidade das prefeituras.

O diretor do DER fez explanações sobre os projetos evidenciados pelo governador. Ele destacou o aniversário de três anos de execução do Projeto Estradão, responsável por cuidar de mais de 10 mil km de estradas com os serviços de patrolamento, encascalhamento, abertura lateral, eliminação de curvas perigosas, cortes de morros elevados e pela substituição de pontes velhas de madeira por galerias de concreto, tubos metálicos ou manilhas.

O Mão Amiga, segundo Lucio Mosquini, foi iniciado neste ano como uma extensão do Projeto Estradão com o objetivo de ajudar ainda mais as prefeituras. “O governo disponibiliza aos municípios uma patrulha mecanizada, com seis motoniveladoras (patrol), caçambas, caminhões pipa, trator de esteira, pá carregadeira e veículos de apoio, para que seja realizada a recuperação de todas as estradas do município”, explicou.

Neste ano, o Mão Amiga já atendeu os municípios de Governador Jorge Teixeira, Guajará-Mirim e Nova Mamoré. Agora e a equipe atualmente trabalha na região de Vale do Anari. Depois segue para o distrito de Tarilândia (Jaru).

O prefeito de Santa Luzia, Jurandir Oliveira, falou em nome dos prefeitos da região e destacou o momento difícil pelo qual passam as prefeituras. Jurandir frisou a queda no repasse de recursos federais aos municípios. “Não temos condições para recuperar nossas estradas e precisamos da ajuda. Quero agradecer o governador Confúcio e o diretor do DER pela visão que têm para apoiar as prefeituras”.

O deputado Jean de Oliveira afirmou que a região tem mais de quatro mil km de estradas municipais em condições precárias. “O Mão Amiga veio para salvar os municípios”, assegurou o deputado.

O senador Valdir Raupp afirmou que nos últimos 20 anos não houve programas para recuperação de estradas como o governador Confúcio tem feito. O senador garantiu que a administração de Confúcio ficará para a história de Rondônia.

Máquinas

Esta é a primeira aquisição do DER em 2013 e significa um investimento de R$ 17,5 milhões em equipamentos. Serão repassados seis tratores esteira, seis motoniveladoras, dez caçambas, dez caminhões, dois caminhões cavalo trator, dois ônibus, dois tanques para armazenamento de asfalto, três conjuntos de abastecimento e lubrificação, sete tanques pipa, oito pás carregadeiras, sete rolos compactadores e dois caminhões munck, um total de 65 máquinas.

Dados do Projeto Estradão

Criado em 2011, o Projeto Estradão prevê o patrolamento, abertura de vias e o encascalhamento de 100% das estradas estaduais não-pavimentadas, além da substituição de pontes velhas de madeira por pontes e galerias de concreto, por bueiros e por manilhas. Também faz parte do Projeto a eliminação de curvas perigosas e morros elevados e a iluminação de trevos estaduais.

Em 2010, sem Estradão, o DER trabalhou em 5,5 mil km de estradas não-pavimentadas. Em 2011, com a implantação do Projeto, o Departamento recuperou mais de 7 mil km de estradas e em 2012 recuperou estradas de chão em apoio aos municípios, totalizando 8 mil km e a meta para esse ano é superar as anteriores.

As equipes do DER estão divididas em 12 Residências Regionais instaladas em pontos estratégicos, de forma que cada representação fica responsável para cuidar de uma região do Estado, com um percentual de estradas definido.

Texto: Nilson Nascimento

Fotos: Daiane Mendonça – Decom

Fonte: Assessoria DER