Laboratório Central implanta diagnóstico de coqueluche em Rondônia




8 - analise coqueluche_640x480O Laboratório Central de Rondônia (Lacen)  iniciou neste mês de dezembro o teste laboratorial (cultura) para diagnóstico de coqueluche no Estado de Rondônia. A coqueluche ou pertussis, é uma doença respiratória aguda e crônica, clinicamente reconhecida desde o século XVI, causada pelo Bordetella pertussis, cocobacilo gram negativo, descrito por Bordet e Gengou em  1906.

Doença predominante da infância, classicamente mais comum em crianças menores de 12 anos, mas a ocorrência em adultos também é frequente. Relatos na literatura mostram que adultos com tosse persistente podem estar infectados com B.pertussis, sugerindo que a doença pode ocorrer em indivíduos de qualquer idade.

De acordo com o diretor geral do Lacen, Luiz Tagliani, coqueluche é uma doença altamente transmissível com taxa de ataque de mais de 90% entre os indivíduos não vacinados, infectados com B.pertussis.

Luiz Tagliani explica que a coqueluche ou pertussis foi a maior causa de morbidade e mortalidade infantil em todo o mundo até a introdução de uma vacina na década de 1940. Entretanto, desde a década de 1980, a coqueluche tornou-se, em muitos países, um importante problema de saúde pública.

A partir da próxima semana, quem procurar o Hospital Infantil Cosme e Damião com suspeita da doença as amostras serão coletadas e enviadas para o Lacen para confirmação. Segundo Luiz Tagliani, também serão coletadas amostras não apenas da criança como dos parentes próximos.

Tagliani disse ainda que as demais unidades de saúde do estado, devem procurar o Lacen no horário das 13h30 as 18h para solicitar o kit coleta, ou através do telefone 3216-5300.

Texto: Antonia lima

Fotos: Gecom Sesau

Fonte: Assessoria Sesau