Leo condena instalação das Unisp com a desativação de delegacias




Leo condena instala__o das Unisp com a desativa__o de delegacias-22Mar17-Jos_ Hilde-Decom-ALE-ROO parlamentar explicou que grande parte da população ficará desassistida com o fechamento de delegacias

O deputado Leo Moraes (PTB), em discurso na Tribuna da Assembleia Legislativa na manhã de hoje (22), condenou a instalação de Unidades Integradas de Segurança Pública pelo governo do Estado, da forma como estão sendo programadas. Segundo o deputado, a centralização das ações de segurança, em detrimento do fechamento das unidades existentes, como as DPs – Delegacias de Polícia, vai diminuir a segurança da população.

Explicando seu ponto de vista, Leo Moraes disse que a iniciativa das Unisp é congregar as forças policiais e bombeiros em uma central de operações para atender a comunidade. Acontece – disse ele – que isso implicará na desativação de algumas unidades que estão em funcionamento, como delegacias de polícia.

O deputado disse que, nas estatísticas, a criminalidade diminuirá, pois, o cidadão não vai sair de seu bairro para ir a uma central Unisp, distante de sua casa, para registrar uma ocorrência. Sem registro o índice cai, mas na realidade é outra.

Leo disse que espera do governo um melhor planejamento para que, além das unidades, sejam mantidos batalhões para a continuidade do patrulhamento ostensivo pela Polícia Militar e as delegacias para atendimento das ocorrências locais. “Precisamos aumentar o contingente e o atendimento à população no seu habitat, e não colocar apenas poucas estruturas grandes, o que deixará desassistida a maioria da população” – afirmou Leo Moraes.