MPF e instituições parceiras promovem a 2ª Ação Social Cinta Larga




100_9760Foi realizada na noite de ontem, 15 de outubro, a abertura da 2ª Ação Social Cinta Larga, na Coordenação Regional de Ensino – CRE de Espigão do Oeste. Da manhã de hoje, sexta-feira, a domingo (16 a 18 de outubro) o evento terá atendimentos de saúde, emissão de documentos, cadastro em benefícios do governo federal, palestras educativas e reuniões entre indígenas Cintas Largas e instituições governamentais sobre temas de interesse da comunidade tradicional.
A 2ª Ação Social Cinta Larga é destinada aos indígenas desta etnia e envolve diversos órgãos públicos e particulares na promoção do acesso a certidões de nascimento, registro civil, título de eleitor, carteira de trabalho, entre outros; atendimentos com odontólogos e médicos, vacinação e exames laboratoriais; inscrição em benefícios sociais, além de outros atendimentos.
Os serviços serão realizados na CRE de Espigão do Oeste e também em pontos de atendimento instalados na rua em frente. Os serviços de saúde serão na Escola Jean Piaget.
100_9765Serão atendidos, nos três dias da Ação Social Cinta Larga, índios de várias aldeias, tais como Aldeia Capitão Cardoso, Jacinto, Sapecado, Tonhão, Cinta Larga, Giki, 14 de Abril, Abimae, Flor da Serra, Roosevelt, Curral, Tenente Marques, João Bravo, Geraldo, Agamenon, Vicente etc. A ação terá logística para transporte dos indígenas das aldeias até a cidade, alojamento e alimentação.
Para Reginaldo Trindade, procurador da República responsável pela defesa do povo Cinta Larga em Rondônia, “a 2ª Ação Social deve proporcionar aos indígenas a atenção do poder público em cuidados, benefícios sociais e assistência técnica. É preciso amparar esses indígenas para que eles vislumbrem alguma perspectiva de melhoria em suas vidas e não fiquem à mercê do crime organizado, que só está interessado no garimpo ilegal de diamantes em suas terras. Mais do que os atendimentos, sempre necessários, a 2ª Ação Social renovará as esperanças dos índios por dias melhores. Significará que o Estado, por suas várias instituições, ainda se preocupa com eles”.
O evento será voltado para o atendimento da comunidade indígena, mas a população carente de Espigão do Oeste que precisar de algum atendimento, sobretudo na área de saúde, será igualmente atendida. A programação será divulgada durante os trabalhos.
A 2ª Ação Social Cinta Larga contará com a participação de mais de 30 (trinta) instituições públicas e particulares, tais como o Ministério Público Federal (MPF); várias secretarias e órgãos do governo de Rondônia (Casa Militar, Seas, Seduc, Sesdec, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar etc.); Funai; Secretaria de Saúde Indígena (Sesai); Tribunal Regional Eleitoral; DNPM; 17ª Brigada de Infantaria de Selva; INSS; Emater; prefeituras de Espigão D’Oeste, Pimenta Bueno e Cacoal; Cartórios de Registro Civil destas três cidades; Sipam; Superintendência de Trabalho e Emprego; Senac; Sesi; Sescoop; Hospital do Câncer; IFRO; ONG Kanindé; Ministério Público Estadual; Superintendência de Pesca; além da Coordenação das Organizações Indígenas do Povo Cinta Larga.

Fonte: MPF